'ISIS' alerta África do Sul para evitar envolver-se no conflito em Moçambique


De acordo com reportagens do último boletim informativo do ISIS, Al-Naba, o ISIS alertou a África do Sul de que "abriria a frente de combate" dentro das fronteiras daquele País, caso aquele se envolvesse no conflito na província de Cabo Delgado, em Moçambique.

Uma organização ligada ao ISIS, Ahlu Sunnah Wal Jamaah, vem protagonizando uma insurgência violenta mais a norte da província de Cabo delgado no norte de Moçambique.

Tudo começou em 2017, mas a violência aumentou nos últimos meses. Eles querem estabelecer na província uma forma extremista de lei islâmica, mesmo assim os seus motivos vem sendo questionados por alguns, estes parecem ser catalisados pela ganância.


Crescente terrorismo em Moçambique


No seu boletim, publicado em árabe, o ISIS escreveu que os estados europeus e americanos estão tentar convencer a África do Sul a liderar a guerra em Moçambique.

A África do Sul, no entanto, tem problemas suficientes e a guerra o colocará o Pais numa grande situação financeira e militar. Afirma ainda que o envolvimento militar da África do Sul pode levar os soldados do ISIS a começar a lutar dentro de suas fronteiras.

Relativamente a crescente ameaça do ISIS, na terça-feira, o membro do parlamento DA Kobus Marais pediu ao Ministro da Defesa e Veteranos Militares, Nosiviwe Mapisa-Nqakula, que envolvesse urgentemente seus colegas na Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).


Ameaça


"A África do Sul não se pode dar ao luxo de ignorar esta ameaça do ISIS ou tomar o seu aviso de ânimo leve. Como membro da SADC e da União Africana (UA), temos a obrigação de salvaguardar a estabilidade do nosso país e dos nossos vizinhos", afirmou Marais.

"O ministro também precisa de abrir o jogo – das cartas para com os sul-africanos e ser honesto sobre a ameaça que a nação vizinha enfrenta. Moçambique é um destino popular de férias, e muitos sul-africanos têm amigos ou familiares morando e trabalhando em Moçambique.

"Com a dupla ameaça, por um lado a do ISIS e do Covid-19 no país, a transparência do ministro ajudará bastante a aliviar a preocupação adjacente que a situação possa causar aos sul-africanos", disse ele.


Mapisa-Nqakula defende a venda de armas para a Turquia

Mapisa-Nqakula tem sido cautelosa quando faz referência a este assunto.

Em uma reunião do Comité de Portfólio de Defesa no mês passado, Marais perguntou se as Forças Especiais da África do Sul estavam a treinar no norte de Durban para possível deslocamento a Moçambique, dado que o Ministro de Relações Internacionais e Cooperação, Naledi Pandor, disse recentemente que a África do Sul estava em discussões com Moçambique sobre o seu apoio no conflito contra o ISIS

O secretário de Defesa Sam Gulube disse que as operações das Forças Especiais foram classificadas e que talvez o comité possa arranjar forma a que o assunto seja “ debatido em portas fechadas.”


Desafios

Em resposta a pergunta do comité, Mapisa-Nqakula confirmou junto do seu presidente que a reunião era aberta ao público mas depois também afirmou que não falaria sobre Moçambique.

"Existem desafios em Moçambique. Sim, existem", afirmou.

"Se Moçambique pediu ajuda essa é outra questão."

No final de Junho, em uma resposta por escrito a uma pergunta parlamentar, Mapisa-Nqakula deu a primeira expressão pública de preocupação do governo de que a violência em Moçambique pudesse se alastrar.

" O serviço de Inteligência de Defesa pode confirmar que actualmente há um recrudescimento das actividades da insurgência islâmica na província de Cabo Delgado, Moçambique, e estas têm o potencial de se alastrar para outras províncias e estados vizinhos da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral", lê – se na resposta de Mapisa-Nqakula. Fonte: News24.


https://www.news24.com/news24/southafrica/news/isis-warns-sa-steer-clear-of-mozambique-conflict-20200707

235 views0 comments

Subscribe our newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI